Pegar carona remunerada

Passou a funcionar na cidade de Rio Branco o Uber, sistema alternativo de transporte privado. O serviço prestado é parecido com o táxi. Seu diferencial é que os motoristas não são taxistas, mas oferecem uma “carona remunerada”. Logo no primeiro dia de funcionamento, 7 de junho, os carros não puderam dar conta da demanda devido à grande proucura.

O usuário deve baixar o aplicativo e então solicitar o serviço. As viagens podem ser monitoradas via GPS e compartilhadas com uma outra pessoa. Isso permite acompanhar o caminho que está sendo percorrido, trazendo assim, um clima de segurança para quem opta por esse meio de transporte.

Os motoristas oferecem um tratamento diferenciado do táxi convencional e buscam da melhor forma possível cativar o seu passageiro e é claro, o preço é um das grandes sacadas.  Nas redes sociais, muitas pessoas mostraram-se otimistas e logo no primeiro dia  publicaram em suas próprias redes sociais a respeito da qualidade do transporte.

Uma das passageiras foi a jornalista Márcia Moreira ela conta que o motorista foi super educado e gente fina, eles bateram o maior papo, ele ofereceu balinha e água logo de primeira, o carro era novinho e cheiroso. Ela ressalta que pagou R$8,00, quando o preço da corrida de táxi seria o dobro do valor, levando em conta que faria o mesmo trajeto.

O Sindicato dos Taxistas do Acre diz que é contra as formas adotadas para a execução do serviço, mas que não se opõe a instalação do Uber na cidade. Alguns taxistas chegaram a protestar, mas que tal melhorar o serviço para não perder os clientes?

Anúncios