O hábito de ir ao Museu

Um dos assuntos mais polêmicos do momento no Acre é o espaço que era o antigo Centro Educacional Meta e que agora será transformado em um museu dos povos acreanos. Para ser reformado será necessário um investimento entre 12 e 13 milhões de reais. Porém, para nós, o que está em pauta, mais do que o valor, é a necessidade dos acreanos em ter acesso à sua cultura.

O hábito de frequentar museus não é algo valorizado no Acre. Falta incentivo dos pais e das escolas, que poderiam levar suas crianças para conhecer e aprender histórias de seus antepassados, e com isso adquirir mais cultura. Mas como pessoas podem incentivar seus filhos e alunos, se nem elas mesmas tem esse costume? Através da estruturação de novos segmentos relacionados à cultura, trazendo a facilidade de “rever”  momentos históricos e até mesmo fazendo eventos que podem realçar o olhar da população para fatos que são importantes para as identidades dos acreanos.

Um novo museu na cidade trará uma curiosidade não apenas das pessoas que residem a região, mas também daquelas que moram em outro lugar. Quando se trata de cultura, não é só aquilo que se ouve falar, mas também o que é visto. E um espaço específico para isso pode trazer a valorização e reconhecimento de nossas riquezas não materiais.

 

Anúncios